Emagreça 7kg em 1 semana!?

Emgreça 7kg em 1 semana, perca 10kg em 1 mês sem treinar, fique com a barriga tanquinho sem malhar… Promessas como essas estão aos montes em revistas, na internet e na mídia como um todo. É aí que surgem as aberrações da dieta da lua, da sopa, do tipo sanguíneo, da proteína, que iludem milhares de pessoas que em busca de resultados rápidos acabam se submetendo a essas dietas.

Em geral, qualquer dieta restritiva leva à perda peso e quanto maior a restrição calórica, maior a perda de peso. Mas quando feita através de uma dieta inadequada, essa redução no peso em grande parte das vezes acontece em decorrência da redução de massa muscular.

Posso citar o exemplo da dieta da proteína ou do Dr. Atkins, que basicamente restringe todo e qualquer alimento fonte de carboidratos, e libera o consumo de alimentos fonte de proteínas e gorduras. Isso leva a uma perda de peso bem acelerada. Parte desse peso perdido pode ser de massa muscular, se não forem feitas as substituições corretas aos carboidratos eliminados da dieta. E também pode haver grande redução nos estoques de glicogênio muscular, que são reservas de carboidratos nos músculos utilizadas como fonte energética durante os exercícios, pois como não está sendo reposto o glicogênio muscular por meio da ingestão de carboidratos, cada vez mais os estoques são reduzidos. Então, quem pensa em perda de peso apenas na balança pode ter a falsa ilusão de sucesso ao fazer uma dieta como essa. Mas é só esperar esse indivíduo retomar o consumo de carboidratos para recuperar grande parte do peso. Isso não ocorre pelo aumento de gordura, mas sim pelo reestabelecimento dos estoques de glicogênio muscular.

Esse tipo de dieta, por possibilitar uma grande e rápida flutuação no peso corporal, é utlizada por atletas que necessitam se encaixar em determinada categoria de peso para competir, por exemplo lutadores de boxe e MMA. Para eles na verdade não importa se o peso está sendo perdido em gordura, glicogênio ou água, o que eles precisam é alcançar o peso para poder lutar na categoria. Outra aplicação da “dieta da proteína” é na fase pré-operatória de pacientes que necessitam reduzir o peso para redução do risco cirúrgico. Então, não é para um desavisado qualquer que quer perder uns quilinhos rapidamente.

Para perder gordura definitivamente não há outra saída a não ser mudança de hábtios, incluindo mudanças na alimentação, treino adequado de preferência incluindo musculação ou musculação e outra atividade aeróbica e sono adequado em duração e qualidade.

Então chega de dietas de revistas onde por exemplo o café da manhã é 2 fatias de pão integral com requeijão light e 1 copo de leite desnatado ou suco de frutas. Não é só evitar de comer doces e frituras que irá te levar ao seu objetivo, seja ele hipertrofia muscular ou emagrecimento, ou mesmo melhora da performance. Outros pontos fundamentais devem ser levados em consideração.

  • Consuma carboidratos de baixo índice glicêmico em todas refeições
  • Não exceda 2,5 a 3 horas em jejum
  • Faça uma refeição rica em carboidratos antes do treino
  • Após o treino, combine carboidratos e proteínas
  • TODAS REFEIÇÕES devem conter proteínas de boa qualidade e em quantidade suficiente
  • Se não for possível adequar a quantidade necessária de proteína para a refeição, pode ser feito uso de suplementos alimentares

Por fim, gostaria de comentar que suplemento alimentar não é sinônimo de bomba, esteróides anabolizantes. Os suplementos são recursos que podem ser inseridos na dieta de qualquer pessoa (criança, atleta, idoso, mulher, homem, sedentários ou praticantes de exercícios regulares) desde que seja o suplemento correto prescrito por um nutricionista esportivo competente, na quantidade certa e complementando a dieta com o que não está sendo provido via alimentação.

WhatsApp chat