Queijos maturados/amarelos podem ser consumidos?

Queijos maturados ou amarelos por muito tempo foram evitados em programas de emagrecimento, inclusive por parte de muitos nutricionistas. Sempre era dada a preferência aos queijos brancos, principalmente na época em que a “gordurafobia” estava em alta. Mas será que os queijos maturados, como minas padrão, coalho, canastra, parmesão, etc., são piores que os outros? Entenda a seguir que não é bem assim.

Durante o processo de maturação, devido a fermentação feita por microorganismos contidos no leite, ocorrem reações de proteólise, quebrando proteínas maiores e de digestão mais difícil, como a caseína, em peptídeos (moléculas menores), menos alergênicas e de melhor digestibilidade.⠀

Quase todo o carboidrato (lactose) é fermentado pelos microorganismos, sobrando apenas resíduos mínimos (em torno de 0,5g lactose em 100g de queijo), que em quantidades moderadas costumam ser bem tolerados inclusive por quem tem intolerância a lactose.

A fração de gordura também é alterada e moléculas maiores são quebradas em moléculas menores, os chamados ácidos graxos de cadeia curta, facilitando o processo digestivo e também servindo como substrato energético e controlando a inflamação nos enterócitos (células intestinais).⠀

Boas notícias, né? Sim, mas mesmo assim não é recomendável exagerar no consumo dos queijos maturados, pois eles têm alto valor energético, principalmente pelo seu teor de gorduras, e se consumidos em excesso podem contribuir sim para o ganho de gordura. Também é importante ficar atento a quantidade de sódio, pois alguns são mais salgados.⠀

O ponto chave é: se houver uma boa orientação sobre as quantidades e combinações corretas, a inclusão dos queijos maturados é factível com uma dieta saudável, inclusive para emagrecimento. ⠀

Procure um nutricionista para te orientar e tirar suas dúvidas sobre o que realmente deve ser evitado e o que pode ser incluído.

Nutricionista Renato França
Fanpage: www.facebook.com/nutricionistarenatofranca
Instagram: @nutricionistarenatofranca

WhatsApp chat