Treine para suplementar, ao invés de suplementar para treinar

É comum ver indivíduos que mal se matricularam na academia e já compram um pote de whey, termogênico, “pré-treino”, etc. O que tem que ser entendido é a que a suplementação tem que suprir a demanda gerada pelo treino e se o treino não for intenso o suficiente, esses suplementos nada mais produzirão que um “xixi” caro, muitas vezes muito caro! Rsrs Além disso, suplementar sem estar com a dieta ajustada é perda de tempo.
treine para suplementar 65
Vou usar exemplos com os termogênicos para ilustrar isso:
– Um indivíduo toma um termogênico com altas doses de cafeína e vai fazer exercício leve, como uma caminhada em esteira buscando perder gordura. A cafeína estimula o aumento da lipólise e o aumento da oxidação de gordura nas mitocôndrias INDUZIDOS PELO EXERCÍCIO. Mas se o exercício é de baixa intensidade e estimula pouco essas vias, o uso do termogênico não mudará praticamente nada.
– Outra situação: uma pessoa com sobrepeso ou obesidade toma um termogênico para tentar emagrecer mais rapidamente. Pra começar, é comum indivíduos obesos apresentarem uma membrana celular mais rígida e menos fluida e com isso têm um transporte reduzido de nutrientes e substâncias para dentro da célula. Como parte das ações da cafeína ou de outros ativos de um termogênico ocorre nas mitocôndrias, no interior das células, indivíduos obesos terão menos benefícios pelo uso deste e outros suplementos.
Por isso, sempre oriento que comece a treinar e regule a base da dieta inicialmente para que o corpo passe a funcionar melhor. Depois, intensifique gradativamente os treinos e aí a suplementação específica para os treinos será sendo inserida de forma condizente ao que o treino esteja demandando.
Há algumas exceções, como os suplementos de proteínas (Ex.: whey protein), que podem ser usados desde o início, não necessariamente pós-treino, mas sim para suprir a demanda de proteína de qualquer refeição do dia em que não seja possível consumir os alimentos fontes de proteínas, como carnes e ovos. Até mesmo sedentários poderiam usar os suplementos de proteínas em determinadas situações.
O ano novo está aí, então não repita os mesmos erros do ano passado. Tomar suplementos e fazer dieta deve ser com orientação profissional individualizada. Esse o caminho mais seguro para um excelente resultado!
Por Nutricionista Renato França
– Diplomado pelo The Institute for Funtional Medicine (EUA)
– Especialista em musculação e treinamento de força pela UnB
– Sócio-proprietário da Clínica de Nutrição Esportiva e Funcional Renato França em Brasília – DF
– Instagram @nutricionistarenatofranca
– Facebook.com/clinicadenutricaorenatofranca

WhatsApp chat